Arquivos da categoria: Mau Humor

Caminhos do Coração não tem rumo nem sentido

caminhos_do_coracao-6.jpg

Novela é ruim por definição. É corrida, mal dirigida, mal iluminada, com diálogos repetitivos e tudo mais. A gente diz que as novelas da Rede Globo são boas… Claro. Comparadas com as novelas de outros países, as da Globo são sensacionais.

Aí entra a Record com milhões de dólares dizendo que vai fazer e acontecer e… Cria Caminhos do Coração, uma novela incrivelmente, inapelavelmente ruim.

Eu cubro entretenimento e escrevi sobre TV aberta intensamente três anos, incluindo, claro, novelas. Então, tenho o hábito de ver pelo menos alguns capítulos. Tenho um hábito ainda pior… Ver TV ruim só por ver, só para comentar, para me impressionar com como é possível descer tão fundo.

Continue reading

Escreve-se sobre tudo

É engraçado o mundo dos blogs. É cheio de idiossincrasias às vezes incompreensíveis.

Veja, por exemplo, essa mensagem que eu mandei para alguns blogueiros da antiga que eu julgo relevantes:

Amigos e amigas

Peço desculpas pela intromissão. O motivo da mensagem é o início de um novo blog, o www.melhoresamigos.com.br

A idéia é usar o universo de um dono apaixonado de dois cachorros para explorar todo o mundo ao redor do estilo de vida de quem tem mascotes. Então, nos próximos meses, pretendo falar dos brinquedos, das rações, dos veterinários, dos locais onde você pode passear com seu bichano, da legislação e tudo mais que for surgindo. E, claro, quero ir além dos cachorros e falar dos mascotes diferentes, dos gatos, dos peixes, dos passarinhos etc.

A tom é emocional, sim, porque é assim que a coisa funciona em nosso relacionamento com os bichinhos. Mas quero mesmo ir fundo nesse universo e trazer muita informação.

Agradeço recomendações e críticas. Avisem aos amigos e me ajudem a transformar o Melhores Amigos em uma comunidade equilibrada e bem-humorada de amantes de mascotes em todas as suas formas.

( )s

Alexandre Maron

Como você pode ver, como qualquer pessoa pode ver, é uma mensagem que avisa aos colegas mais chegados sobre o lançamento do site e os convida a conhecê-lo, comentá-lo, criticá-lo etc.

Acontece que, ao mandar a mensagem, julgando que todos ali se conheciam, eu cometi um deslize: em vez de colocar os destinatários em um campo de “carbon copy”, coloquei todo mundo no campo “to”. Assim, qualquer um via o endereço dos outros. É um deslize mesmo. Tenho que respeitar o desejo individual de manter a privacidade alheia.

No entanto, como estamos no mundo dos blogs, no qual as pessoas precisam falar sobre alguma coisa, qualquer coisa deparei com esse texto no site de um dos destinatários, o Caio Cesar. Digo o nome e reproduzo o texto sob o risco de dar cartaz a quem não quer, mas vá lá:

Chato é o que aconteceu comigo outro dia…

Recebi uma mensagem não solicitada com todos os endereços dos destinatários à mostra. Alguém respondeu esta mensagem com um texto voltado só para o remetente original, mas fez isso com cópia (também aberta) para todos os outros destinatários da lista, a partir de seu endereço de e-mail profissional. Ao ver a tal resposta (obrigado GMail), percebi que a pessoa que a enviou (um “proeminente blogueiro”) trabalha numa agência de marketing viral. E a mensagem era um elogio à iniciativa…

Algumas conclusões que podem ser tiradas a partir deste infortúnio:

  1. Continuo desafiado a entender o que define um “proeminente blogueiro”;
  2. Outra coisa que desafia minha compreensão é o fato de pessoas que usam a internet há mais de sete minutos e que, aparentemente, têm QI superior a -3 enviam mensagens para grandes grupos de destinatários com todos os endereços à mostra;
  3. Talvez, tanto o remetente original da mensagem quanto o glorioso destinatário que respondeu para um grande grupo quiseram fazer propagandinha indireta (talvez isso seja marketing viral para eles, vai saber…). Sobre isso, uma coisa é certa: desse jeito, não funciona.

Considerando que eu conhecia o Caio Cesar pessoalmente, já lhe dei carona aqui em São Paulo (com todo o prazer) e até fui entrevistado, junto com o Cris, para uma aula dele, fiquei imensamente surpreso com a reação desproporcional. Ele podia ter me mandado uma mensagem reclamando do meu deslize legítimo, mas, em vez disso, resolveu blogar sobre o assunto me chamando de spammer e de inoculador de campanha e marketing viral(!).

Como o Caio Cesar estava na minha lista de blogs visitados regularmente, naturalmente eu leria o texto mais cedo ou mais tarde. Ou seja, é como se, em uma sala, ele fosse para uma rodinha de amigos e, mesmo sabendo que eu estou ouvindo e que a carapuça me serviria, contasse a história e me provocasse (e também ao meu amigo que elogiou o blog que eu criei). Veja bem, não estou chamando ele de covarde. Não entenda errado. Ele não está se escondendo de jeito nenhum. O comentário é público. Mas não é menos deselegante por isso.
Sim. Peço desculpas pelo meu erro. Mas, em contrapartida, esse post do Caio Cesar foi de uma grossura ímpar.

De resto, o e-mail é claro. Era uma mensagem avisando meus conhecidos do fato de que estou colocando no ar um novo site. A paranóia das pessoas quanto a spams está chegando a um nível tão grande que elas começam a chamar qualquer coisa de “mensagem não-solicitada”. Eu conheço todos os envolvidos, troco e-mail, comentários e tudo mais. Daqui a pouco, vou mandar um parabéns e receber esse tipo de reação despropositada. “Não quero receber parabéns!!!”

É ÓBVIO quer eu queria promover o novo site, como a mensagem deixa muito claro. Que diabos!! É o meu site, falando dos meus cachorros queridos. Fiquei abismado quando ainda tiveram o topete de me, errr…, acusar de fazer marketing viral (!). Faça-me o favor! A única coisa virulenta aqui é a reação desproporcional do Caio Cesar. Uma pena.