2013 vem aí e…

Esse ano, consegui postar ainda menos no meu velho blog do que nos anos anteriores. Há alguns motivos básicos para isso.

Eu devia cultivar esse espaço com cada vez mais carinho. Afinal, aqui estão registrados fragmentos de mais de 12 anos da minha vida.

Meu blog já mudou de nome, já refletiu diversos momentos da minha vida. Aqui eu registrei viagens, trabalhos, idéias. E esse espaço estar abandonado certamente tem a ver com o momento que passo em minha vida e carreira.

Nos últimos anos, a web foi começando a criar alternativas que tornaram alguns componentes do blog obsoletos. É normal. Se as pessoas foram criando essas coisas é porque sentiam necessidade. Havia espaços vazios, oportunidades. O Linkedin, o Google Docs, o Scribd e o Slideshare cuidam do histórico profissional e do meu portfolio de trabalho.

Mesmo no caso dos posts, sou mais lido via Facebook ou Twitter, e por quem importa: minha rede de amigos ou pessoas que vêem algum valor em ler o que eu, ocasionalmente, escrevo. Eu costumava brincar que, se quisesse esconder alguma coisa da Mônica (viu? o nome dela não é automaticamente referenciado aqui, como no Facebook), bastava postar no blog. Ela nunca ia saber de nada, porque era minha maior não-leitora.

Oh. E mesmo usar o WordPress ficou com ar de coisa velha, né? A ferramenta foi ficando mais parruda e virando uma boa solução para pequenos websites. O que agora reflete as necessidades de um blogueiro diletante é o Tumblr. Muito mais rápido, dinâmico e simples.

Mas passou o tempo de me dedicar somente a certas outras coisas e 2013 é o ano de voltar a produzir conteúdo diretamente. Então estou pensando em algumas possibilidades legais. Novidades em breve.

Conte para os amigos!

Nenhum Comentário