Um “aviso legal” nas mensagens pessoais é necessário?

E-mails corporativos, por padrão, vêm com uma mensagem de rodapé que proíbe ativamente sua publicação. É só um recurso legal para evitar que, algo que você mandou para alguém num e-mail corporativo sofra algum mau uso, como prejudicar a empresa com uma informação que não deveria originalmente ser divulgada fora daquele contexto.

Bem, criei uma versão menos palavrosa para meus e-mails pessoais. Algo para deixar claro aos meus destinatários que as mensagens trocadas devem ficar entre nós e que, para saírem dessa esfera privada, eu preciso ser consultado. Isso não muda nada além de colocar às claras a questão ética. Em certos casos, você pode dar um forward. Mas não devia fazer isso sem consultar o remetente. Vão continuar fazendo isso, claro. Certas coisas ficaram tão fáceis e comuns que as pessoas simplesmente não se preocupam mais.

Ficou assim:

“O conteúdo desta mensagem é privado e não deve ser divulgado externamente sem a minha prévia autorização.”

Parece frescura… Até o dia em que não é mais. Vivendo e aprendendo. Você acha que eu estou exagerando? Diga lá.

Conte para os amigos!