Por que eu (ainda) amo a Wired

Fale o que quiser, mas poucas revista conseguem se manter como a janela do futuro como a Wired. A revista se vendeu a bobagens como fazer capas conectadas com lançamento de filmes, coisas que eu acho que não combina com ESSE tipo de revista, sempre olhando pra frente.

Na edição de maio, eles convidaram J.J. Abrams para ser editor convidado e contribuir com idéias para uma edição cheia de mistérios, pistas e quebra-cabeças. De alguma forma é atual, talvez atual demais em vez de estar à frente. Mas poucas revistas conseguiriam fazer isso tão bem e estar tão em sintonia com seu leitorado. A Wired pode se dar esse luxo como nenhuma outra revista.

Conte para os amigos!

Nenhum Comentário