Jack Bauer voltou a ser o cara

Faz algumas semanas que eu to adiando, meio desconfiado, para dizer isso. O fato é que a sétima temporada de 24 Horas começou morninha, bacana, mas repetitiva e foi ficando boa, melhor, do caramba… No ponto em que está, estou esperando os episódios de novo e hoje eu fiquei nervoso como não ficava há muito tempo. Você vê a desgraça se aproximando, vê Jack indo pro saco e fica desesperado. Adorei. O oitavo ano já está no forno.

Mas no fim, a grande sacada foi não mexer em Jack Bauer. Foi colocá-lo diante de um cenário em que seus métodos e suas crenças são colocados em xeque. Mas ainda assim, ele faz aquilo em que acredita. A série prega menos, é mais ambígua e se fixa na ação de um herói que vê o mundo se desmontando ao seu redor e, ainda assim, contra todas as probabilidades, faz aquilo em que acredita, tomando decisões entre o ruim e o desastroso. O menor dos males. Jack é o cara. De novo.

Conte para os amigos!