BSG s04e15: Lembrei!

Uau. U-a-u! Uauuu. O episódio dessa semana não foi eletrizante como o anterior, mas trouxe um monte de revelações interessantes e discussões fascinantes sobre cylons e humanos.

Ellen acorda e começa a travar uma discussão sem fim com Cavil. Finalmente é eclarecido o papel dos final five. Eles eram humanos na velha Terra que descobriram os segredos do sistema de ressurreição.

Quando o planeta foi aniquilado, ressurgiram numa nave em órbita em novos corpos e acabaram fazendo contato com os centurions, os velhos cylons, que travavam a velha guerra contra a humanidade. Eles conseguiram parar a guerra dando aos centurions corpos biológicos com livre arbítrio. Foram os criadores dos outros cylons. E o primeiro cylon foi… Cavill, que eles chamaram de John.

Mas Cavil os traiu e os infiltrou entre os humanos para que eles tivessem um ponto de vista privilegiado do holocausto. Falhou, claro.

Cavil odeia Ellen porque na hora de criá-lo, com possibilidades infinitas, ela e os outros quatro escolheram fazer máquinas cheias de limites e imperfeições, criadas à imagem e semelhança dos humanos normais.

Na Galactica, Anders começa a lembrar de tudo como efeito da bala que se alojou em seu cérebro no final do último episódio. Ele dá aos seus companheiros cylons algumas pistas, mas precisa ser operado e, claro, vai esquecer tudo. Se voltar consciente da cirurgia cerebral.

Pausa rápida para uma aparição especial do John Hodgman. Quem? É um humorista fantástico e pouco conhecido no Brasil. Ele explodiu no Daily Show, do Jon Stewart, e na série de comerciais Apple e PC, em que ele era o PC enrolado e desengonçado, sempre se dando mal diante do nerd cool da Apple. Pois ele surge como um cirurgião cerebral encarregado de salvar Anders. Legal. Uma simpática piscadela dos autores da série. E Hodgman provavelmente adora Galactica e deve ter realizado um sonho ao participar de um episódio.

Ah. E parece que nossa nave preferida está mesmo com os dias contados. Tudo indica que estamos presenciando os últimos momentos da Galactica e que a série provavelmente vai acabar com o fim da espaçonave de combate. Mas é claro que ela não vai desaparecer num mar de tranquilidade. E com a ida de Ellen para os humanos, é óbvio que vamos ter um último grande combate…

Episódio fantástico, que prepara o terreno para o que parece ser uma reta final inesquecível. O pau vai comer.

Conte para os amigos!