O primeiro mês

Saí do Brasil no dia 27 de setembro. Cheguei aqui na manhã do dia 28. Não preguei o olho no avião. Passei pelas formalidades de imigração e parei no aeroporto mesmo para tomar um café da manhã. Peguei um taxi, fiz check-in no dorm, paguei e entrei no apartamento vazio, semi-decorado: uma cama, cadeiras, armário, mesas, geladeira, fogão.

Hoje eu acordei num quarto cheio de livros, com a cozinha de panelas, pratos, copos, o armário cheio de roupas, o The Guardian de ontem em cima da mesa. Fui malhar, corri pra aula das 10h e segui tendo aulas até 19h. Saí e peguei uma chuva gelada. Entrei no meu quarto todo molhado, com cuidado para não estragar o carpete.

FOi quando o Will me disse, pelo gtalk, que eu estava com sorte. “Por quê?”. Está nevando, ué? Olhei pela janela e o gramado lá fora começa a ficar branco. Um monte de estudantes brinca no frio. Afinal, cada um é de um canto do mundo. Alguns deles estão vendo neve pela primeira vez. E mesmo para quem está acostumado, muitas vezes é motivo de um assombro gostoso.

Então, legal. Muito legal. Sabe como é. Comemoração do primeiro mês é assim mesmo. :)

Conte para os amigos!