Nosso capital de informação

Antigamente, quando você tinha alguma dúvida, perguntava a um amigo mais inteirado daquele assunto e ele vinha com uma informação só dele.

Na última semana, presenciei um fato muito interessante. Como estava com o problema da câmera que não é enxergada pelo meu MacBook preto, saí pesquisando e pedindo ajuda pros amigos. Todo mundo correu atrás de me ajudar com a maior boa vontade mas esbarramos numa situação muito curiosa. Como quase todos são geeks de variadas categorias, todo mundo foi perguntar ao mesmo cara: tio Google. Resultado, todo mundo me sugeria as mesmas soluções. Porque tinha feitos as mesmas buscas, sobre os mesmos assuntos, com as mesmas palavras-chave.

Pior… O tal do Gênio da Apple fez a mesmíssima coisa. Ele jogou alguns truques pessoais dele. Mas na essência, foi lá revisitar os mesmos links nos mesmos foruns. Era engraçado, porque eu até sabia que site ele estava lendo de acordo com as perguntas que ele fazia.

O que isso diz sobre como estamos conduzindo nosso capital de informação?

E, bom, nada de solução. Será que eu vou ter que trocar minha máquina? Será que os macs que foram pro Brasil têm alguma característica secreta que os impede de tocar a câmera? Quem tem um Mac Preto dos comprados no Brasil pra me ajudar? Eu mando uma imagem de um disco da Canon, você abre no computador e no Imovie e me diz o que aconteceu. Topa?

Conte para os amigos!