Sooooooofre!! A conspiração dos megashows

Numa tarde de muito trabalho, depois de duas horas de reunião…
– Então acabou, né?
– Sim! Todo mundo dispensado!!
– Ufa!! Então posso voltar pro meu computador pra continuar tentando comprar o ingresso do show da Madonna!

O tempo passa, o tempo voa e comprar ingressos, em vez de mais fácil, ficou mais complicado. Desde minha pré-adolescência eu fui a efetivamente todos os shows e megashows possíveis. Rolling Stones, Michael Jackson, Madonna, Rock in Rio 2 e 3 (no 1, eu não podia ir)… You name it. Nunca foi um absurdo conseguir ingressos. E eram apresentações únicas no Maracanã. Ou seja, a quantidade de pessoas era absurda. Nada de quebra-quebra. Tudo transcorria com a maior tranqulidade.

Porque diabos, a cada supershow rola agora um suplício atrelado a um festival de desorganização?

MInha teoria é conspiratória.

SInceramente. Temos internet, temos guichês informatizados. As coisas deveriam ser mais fáceis. Não são porque os organizadores querem a bagunça como uma forma de forçar shows extras (deixando astros lisongeados com a procura) e, principalmente, de fazer marketing espontâneo. Isso signigica que você não precisa sofrer pra comprar um ingresso. A decisão de torturar você é, provavelmente, deliberada. Tudo para conseguir espaço em sites, jornais e revistas.

EU não comprei ingresso para o show da Madonna, porque vou estar fora do país por um ano e, embora eu esteja no momento cotando passagens para voltar no fim do ano por duas semanas, não sei se vou estar no Brasil a tempo. Mas meus amigos, provavelmente quase todos eles, entraram em todos os canais do suplício.

Um deles, virou a noite e não conseguiu saber se comprou o ingresso. Debitou o valor duplicado do cartão de crédito e não recebeu a confirmação de compra. Estava irritado. Outro descobriu que seu cartão foi clonado e começaram a surgir compras em Euro vindas da Espanha (!). Outra simplesmente não conseguiu nem comprar. Um deles, foi para a fila da marginal, ficou horas e se impressionou com a lentidão do atendimento. Nos sites, eu li que surgiam hordas de pessoas com mais de 60 anos que ganhavam preferência na fila. Tudo errado. Tudo. E, pior… Pode ser de propósito.

Conte para os amigos!