Batviral


(Foto de Rubens Carvalho/Folha Imagem)

Eu adoro virais. O conceito. Mas odeio virais, na aplicação, no sentido de que se aproveitam de uma certa inocência de quem vai embarcando em notícias fabricadas.

Alguém me perguntou se esses batsinais são virais. Não, né? São uma espécie de cartaz do filme adaptado a uma São Paulo pós-cidade limpa. E que cartaz.

Dá-lhe guerrilha. A estratégia de divulgação do Batman é genial.

O filme vai bater todos os recordes de bilheteria. Depois, vale falar melhor sobre essa indústria dos recordes e de como, até nisso, há um planejamento de guerrilha pra conseguir manchetes que vão ajudar a alimentar o sucesso do filme.

Conte para os amigos!

Nenhum Comentário