Não é uma Brastemp, ainda bem…

Propaganda é fogo.

Você foi martelado durante anos com a idéia de que eletrodoméstico bom é Bastemp. Foi aquela propaganda safada com aquele slogan “É… Não é nenhuma Brastemp, mas…”. O efeito é devastador em corações e mentes.

Mas aí, o Edney comprou um monte de eletrodomésticos desta marca e sofreu nas mãos da assistência técnica autorizada. Para ele, acreditar que a Brastemp era sinônimo de marca boa só resultou em dor de cabeça.

O legal é que ele fez um pequeno relatório da via crucis dele.

O que me fez lembrar de quantos anos a minha mãe esperou pela instalação de um telefone lá na casa dela no Rio.

Para começar, ela ficou sem telefone justo na época negra, final dos anos 80, quando uma linha custava o equivalente a uns R$ 8 mil hoje em dia. E ela ficou sem telefone porque, após a morte do meu pai, um parente dele lá de Itabuna passou a perna nela durante aqueles trâmites chatos e complicados do espólio dele. Simplificando, ela vendeu uma propriedade e os advogado do meu parente larápio incluiu no pacote a linha telefônica e uns terrenos. Ela, que nunca tinha feito uma transação na vida e estava desesperada com um monte de problemas financeiros graves, caiu no papo deles de que aquilo era só uma formalidade e que eles não tirariam nada dela. Coisa feia. Se aproveitaram da viúva então simplória e frágil. É a vida.

Mas foi uma digressão, me desculpe. O que importa é que, uns três anos atrás, a Telemar resolveu instalar uma linha na nossa casa. Falando sério. Os caras foram até lá umas 50 vezes. Eles chegavam, iam na caixa, diziam que faltava um cabo e diziam que iam pedir a instalação e voltavam depois. Minha mãe ligava, explicava tudo, pedia que instalassem o tal cabo e nada acontecia. Ela juntou mais de 50 protocolos dessas visitas técnicas para comprovar o descaso.

Até que um dia um técnico apareceu lá e, sem pedir propina, sem nada, disse que era só puxar um fiozinho aqui, outro ali e estava tudo resolvido.

Sério. Não gastamos nada. Não precisamos oferecer nem uma cervejinha.

Ahhhhhh. o nível dos serviços é realmente desesperador.

Conte para os amigos!